segunda-feira, agosto 20, 2007

Revista fala sobre Rambo

Para ampliar qualquer imagem do blog, clique sobre elas.

Trechos da reportagem de uma revista francesa com modificações.


Está aqui uma introspecção do artigo: Foram ditos que a idade Sly não seria um obstáculo para que o filme fosse disparar.
Em Chiang Mai, no norte da Tailândia o clima é incrivelmente húmido, e os insetos mordem-no em um inferno de calor. Mas nesse dia, alguns jornalistas da Franca, Inglaterra e Italia compartilham uma camionete para ir ao set. O jornalista anuncia orgulhosamente: “Welcome to Rambo Land!"
Em um outro passeio do barco, lembra o journalista do Apocalypse now. O apelido deSly no set é Col Kurtz.
Levou o grupo para um inferno de viagem para mostrar-lhes a sua visão.
Sly convida os jornalistas a prestarem atenção no trailer, exclusivo então de uma violência rara. Sly adiciona que representa somente 9% do que será visto no filme e os Burmese fazem muito mais na realidade do que isto.
Sly fala: “Eu fiz Balboa para povos da minha geração, e não foram vê-lo. John Rambo, eu estou fazendo sobretudo para mim e para os povos novos que nunca o viram nos cinemas, sigo meu olhar.”
O jornalista perguntou se aquela fora a razão para que o filme é assim tão sangrento e Sly responde: "Juro que não. Quero sobretudo acordar o conscience anti-absorvidor dos povos americanos.

Feed
Assine o RSS, curta no Facebook ou cadastre seu e-mail para receber as próximas novidades sobre este(s) assunto(s)!