terça-feira, dezembro 25, 2007

Crítica: ROCKY VI por Edmundo Falcão

Para ampliar qualquer imagem do blog, clique sobre elas.
.

Quando o Mauro divulgou que iria fazer uma nova versão para Rocky Balboa, eu pensei: ''Tenho que conseguir um modo de participar disso.''. Quando entramos em acordo sobre a minha divulgação do ROCKY VI, comecei a acompanhar seu trabalho ao longo destas últimas semanas. Agora, após ter assistido o filme e conferido o DVD, eu vejo que valeu a pena. Não é querendo glorificar isto pelo simples fato de está-lo divulgando aqui no blog, até porque se não houvesse divulgado, o resultado seria positivo do mesmo modo, mas sim, por causa do sucesso de seu projeto anterior, o ROCKYLAND, e percebi que ROCKY VI poderia não ser perfeito, mas que seria bem recebido pelos fãs assim como vários outros projetos criados por admiradores de Stallone no resto do mundo. Portanto, confiram agora, o que vocês podem esperar deste longa modificado por este fã.
.
A maioria dos fãs de Rocky adorou o final imposto por Stallone ao personagem com o resultado do sexto filme. Mas, mesmo assim, muitos sentiram que o projeto foi curto e que alguns detalhes foram esquecidos. Agora, o longa ganhou mais aspectos interessantes.

A história de ROCKY VI é a mesma da película original, acontece que os adicionais impostos por Mauro Villaboim deixam o filme mais destacado em alguns momentos do que o normal. Assim, o longa ganhou um destaque especial dado a Paulie (o cunhado do Rocky), em suas cenas de drama que preencheram seu destino final no filme, o qual mesmo não tendo prejudicado a qualidade de Rocky Balboa, foram deixados de lado por Sly.

Aquele ar de saudade e de amargura, foi mantido e aperfeiçoado com os flashbacks de todos os cinco capítulos anteriores da série. Referências a Rocky V, por exemplo, com certeza deixarão os fãs mais felizes.

Nos 24 minutos ”extras” deste projeto, temos grandes destaques aos personagens coadjuvantes, assim como a atenção dada a Rocky pelo público, portanto, passamos a nos colocar ainda mais em suas vidas e nos seus rumos dentro da história. Os sentimentalismos crescem á medida em que mais lembranças vão aparecendo de acordo com cada momento vivido por Balboa em seu passado, e isso faz do longa algo mais unido aos outros da série, com um tom maior de continuação a começar pelo título, que leva o número "seis" (VI) em sua construção.

E na luta, podemos perceber com maior clareza, a qualidade e dedicação no trabalho de Mauro Villaboim. Seus flashbacks ficaram tão bons quanto os originais. Em dados momentos, reparam-se pequenos adicionais, os quais em alguns olhos passarão despercebidos, mas que novamente se encaixaram corretamente em seus lugares.

Portanto, em breve disponível para download ou aquisição através de DVD (o qual virá com extras interessantes e com embalagem e prazo de entrega nota 10) no site do projeto, prepare-se para um filme tão bom quanto o original, ou melhor, se emocione mais uma vez com o Garanhão Italiano e vibre com os adicionais colocados por este fã.

Você ainda não conhece o projeto ROCKYLAND e ROCKY VI? Então clique aqui e confira.
Mais informações no site oficial do trabalho: http://www.rockyland.com.br/

Edmrocky Por Edmundo Falcão.
Edmrocky, © 2006 - 2007, Sly news.

Feed
Assine o RSS, curta no Facebook ou cadastre seu e-mail para receber as próximas novidades sobre este(s) assunto(s)!