sábado, julho 04, 2009

Stallone no Brasil e Sly Squad: 3 meses depois

Há exatos 3 meses, vários fãs integrantes do Sly Squad recebiam Sylvester Stallone na porta do Hotel Sofitel, em Copacabana, Rio de Janeiro. Naquele sábado, 4 de Abril, muitos fãs brasileiros começaram a se destacar, demonstrando o seu carinho pelo astro. Para lembrar estes fatos e o grupo em sí, e já iniciando as comemorações do 63º aniversário do nosso querido ídolo (que ocorre no próximo dia 6), eu relembro agora, a história de alguns fãs que tiveram um brilho especial neste período em que Stallone esteve no Brasil.

Ainda no primeiro dia (4 de Abril), eu tive a satisfação de conhecer vários fãs. Todas aquelas cenas ainda estão gravadas na minha cabeça. Assim como toda a galera. No meio deste grupo, me chamaram a atenção dois: Osmar Daou, do Blog Stallone for Ever, e Roberto "Balboa". O primeiro vinha do Pará, já o segundo, do Ceará. Osmar era o fã mais participativo antes do Sly Squad entrar em ação. Era o cara que me enviava e-mails todos os dias, com dúvidas, idéias, sugestões. Ou seja, é aquela pessoa que a gente nem precisa conhecer para saber que é realmente fã. Fã mesmo. E o Roberto a mesma coisa. Me lembro do dia em que cheguei ao Rio e o Roberto me ligou no momento em que eu estava no táxi, a caminho do hotel de Sly. A voz dele demonstrava uma ansiedade tão grande que os meus batimentos cardíacos aumentaram. Os dois conseguiram fotos já neste primeiro dia. E o Roberto ainda saiu em sites de fofoca, justamente no exato momento em que o Stallone autografava sua camiseta do Sly Squad (foto acima).

Ana Paula, outra integrante do Sly Squad, também chamou atenção. Ela saiu de São Paulo para conhecer o ídolo, juntamente com seu marido, Wallace. Como não podiam ficar muito tempo no Rio, os dois resolveram arriscar e fizeram uma loucura típica de fã: Se hospedaram no mesmo hotel em que Sly estava. Porém, a sorte parecia que não estava do lado deles. No dia 4, os dois não estavam com os fãs na hora em que o Stallone chegou e atendeu aos fãs na entrada. Um pouco depois os dois chegaram. O desespero bateu na Ana. Eles só tinham mais um dia de hospedagem (domingo, 5, até o meio-dia) para conseguirem realizar o objetivo. Foi aí que a sorte mudou. No domingo, Ana foi até a área restrita em que ficava a suíte de Stallone e não encontrou nenhum segurança. Ela se aproximou da porta e colocou uma carta por baixo dela. Na hora em que ela estava voltando, adivinhe quem abriu a porta? Isso mesmo, Sylvester Stallone. Já dentro de seu enorme quarto, ela conseguiu fotos e autógrafo em seu box do Rocky (foto acima). Seu marido, Wallace, também. Ambos foram embora no mesmo dia, mais ainda voltaram para a despedida de Stallone, em 25 de Abril.

No decorrer da semana, parte do grupo acompanhou as filmagens em Mangaratiba. E o Roberto, esse foi além. Conseguiu até credencial exclusiva para entrar no set.
Bem, já no final da semana, na manhã de sábado, 11, dois fãs tiveram um brilho a mais. Diego Bertuci, o único fã mirim do Sly Squad (10 anos de idade), esperou Stallone com um cartaz que pedia ao astro, uma foto ao lado dele. Assim que Sly saiu do hotel, seu olhar já mirou Diego e ele se aproximou. No meio do tumulto, Sylvester o protegeu. Seu pai, Maurício, o colocou no colo de Stallone, e assim, Diego conseguiu sair em uma foto ao lado do astro (foto acima), juntamente com seu pai. O sucesso foi tão grande que, neste dia vários sites de fofoca relataram a notícia e destacaram Stallone e Diego na primeira págia.

Além de Diego, outro fã que se destacou foi o João Paulo, de São Paulo. Ele chegou ao Rio em 1º de Abril, e até este dia (11), ainda não havia realizado o seu sonho de tirar uma foto com o ídolo. Foram 10 dias de sofrimento, agonia e muita luta, que eu acompanhei de perto. Mas neste sábado, ele saiu vitorioso. Depois de Diego, João Paulo gritava para o astro, até que Stallone o chamou no meio do tumulto e "JP" conseguiu a sua fotografia. Foi muito bom, e a foto acima, eu tive o prazer de tirar.

Por fim, eu não poderia deixar de fora a pessoa mais brilhante na sua trajetória de loucuras de fãs: Betty Joukoski. Sem dúvida, ela foi a que mais chamou a atenção no meio de centenas de fãs que estiveram no Rio. Betty saiu de Curitiba, chegou no dia 2 e ficou até o último instante. Só foi embora depois que o Sly voltou aos EUA. E não foi só isso. Ela entrou no set em Mangaratiba, Parque Lage e Praça Mauá. Acompanhou de perto as gravações. Porém, o momento mais brilhante foi no dia 13. Ela se hospedou no Hotel em que estava Stallone e o encontrou na academia (foto acima). Eles conversaram, riram juntos. Betty também conseguiu vários autógrafos com dedicatórias. Foi sem dúvida, a fã que mais mereceu tudo isso. No dia da despedida de Stallone, no aeroporto do Galeão, lá estava Betty com outros fãs do Sly Squad. Na hora em que Sly a viu, ele a chamou. Ela, o abraçou. E no momento em que Sylvester passou pelo portão de embarque, ele mandou um aceno muito carinhoso para ela.

Parabéns a estes e a todos os outros fãs, que participaram direta ou indiretamente destes momentos únicos em que Sylvester Stallone este no Brasil. E continuem antenados aqui no StalloneBrasil, pois em breve, o Sly Squad virá com novidades e começará a receber inscrições de novos participantes. Aguardem!

Feed
Assine o RSS, curta no Facebook ou cadastre seu e-mail para receber as próximas novidades sobre este(s) assunto(s)!