quinta-feira, fevereiro 11, 2010

Stallone rebate as críticas que um colaborador do AICN fez à Os Mercenários

Depois de receber uma chuva de críticas após a exibição promocional de The Expendables (Os Mercenários), na última terça-feira, em Los Angeles, Sylvester Stallone tratou de responder publicamente a principal delas, a mais cruel, feita por um colaborador do site AICN, que foi publicada aqui no StalloneBrasil anteriormente. Stallone fez isso entrando em contato com Harry Knowles, um amigo com quem sempre conversa e divulga novidades, também do AICN. Harry já desconfiava do que se tratava, e resolveu discutir o acontecido com o astro. Veja o resultado.

Segundo Harry, Stallone, mesmo com o fato ocorrido, estava de bom humor. Um pouco irritado com a critica bem negativa feita por "The Recruiter", pois a exibição do filme foi apenas um teste. E fãs, se preparem: Stallone foi totalmente sincero ao falar das deficiências do novo longa, afinal, esta foi a primeira vez que o astro viu o projeto fora dos monitores que são usados nos sets de filmagens, ou seja, da mesma forma como será exibido no cinema. Ao fazer a edição, ele resolveu testar uma série de elementos e descobriu que existem vários momentos (cenas) que podem ser excluídas. E foi para isso que esta exibição serviu: Achar os pontos negativos, excluí-los e com isso, tentar lançar no cinema o que o filme tem de melhor (óbvio, acho que o tal "The Recruiter" não teve a inteligência de perceber isso).
Sly também falou sobre a música que está no filme, e disse que apenas não funcionou. Sobre as piadas contidas no filme, um dos principais alvos das críticas de "The Recruiter", Stallone disse que isso foi escrito sem levar em conta as mudanças que até um cego faria na hora da edição. E a melhor parte da conversa foi quando Sylvester resolveu utilizar um exemplo real para falar do estado atual do novo longa: "Julgar o filme neste momento é como apontar para aquela menina que usa aparelho e zoar dela. Você sabe, esses aparelhos vão saindo com o passar do tempo e com isso, você vai se arrepender de tirar sarro dela.".

Bem, esta foi a conversa de Sly com Harry. Depois disso, o jornalista apenas resolveu demonstrar sua opinião. Harry deixou uma pergunta: "Será que o 'The Recruiter' mencionou 1985 como um insulto?". Ele resolveu deixar isso e lembrar que aquele ano foi excelente na carreira de Stallone, afinal, o astro lançou "Rocky IV" e "Rambo II". Além disso, ainda citou outros clássicos da época, tais como: "Comando", "Police History", "Desejo de Matar", etc.
E a parte que eu mais gostei e digo: "Concordo plenamente com você Harry", foi quando ele lembrou de Rambo I. Antes do lançamento do clássico, aconteceu algo semelhante, e Rambo foi exibido da mesma forma como aconteceu com Expendables na terça-feira. Rambo apareceu com mais de 3 horas de duração, e advinhem o que aconteceu? Stallone e Rambo foram criticados até aonde não dava mais. Harry lembra que o próprio agente de Stallone lhe disse que o filme era tão horrível que merecia ser queimado. Dá para acreditar nisso? É.. porém, Stallone voltou para a sala de edição, comprimiu o filme e o deixou com 93 minutos. O resultado disso tudo todos nós já sabemos: Rambo virou um mito, e o primeiro longa se tornou um clássico.

Com isso pessoal, não vamos entrar em desespero, afinal, o filme só será lançado em agosto, e até lá, Stallone ainda tem muito tempo para modificar e trabalhar em cima disso. E tenham certeza que isso será feito, afinal, o astro é totalmente aberto à mudanças.

AICN

Feed
Assine o RSS, curta no Facebook ou cadastre seu e-mail para receber as próximas novidades sobre este(s) assunto(s)!