domingo, julho 22, 2012

Sasha Czack, mãe de Sage Stallone, amigo e sobrinho de Sly falam sobre a tragédia

Sasha Czack, mãe de Sage de Stallone e primeira esposa de Sylvester Stallone, informou que o rapaz, de 36 anos, vinha tomando analgésicos devido a uma cirurgia para arrancar cinco dentes realizada duas semanas antes de ele ser encontrado sem vida, vítima de uma suposta overdose, na última sexta-feira. "Eu disse a ele para não fazer isso, para não tirar mais de um dente de uma vez. Ouvi falar de pessoas que morreram ao fazer vários procedimentos na boca", disse Sacha, em declaração dada ao "New York Post" e reproduzida pela "ABC News". Perguntada se o filho estaria realmente utilizando analgésicos, a mulher respondeu, ainda se referindo à cirurgia dentária: "E você, não estaria?".

Enquanto isso, Stephen Wozniak, grande amigo de Sage Stallone, falou que o filho de Sylvester Stallone não resistiu à pressão de agradar ao pai. Em entrevista ao jornal ‘The Sun’, o também ator e roteirista fez revelações sobre o estado psicológico de Sage no período que antecedeu a sua morte, por uma suposta overdose. "Sage não estava em seu melhor estado de saúde, e acho que sentiu a pressão. Ele queria deixar o pai orgulhoso, só que acabou sentindo a necessidade de se entregar em vez de tentar se desenvolver", afirmou Stephen, que prosseguiu: "Era como se uma sombra enorme estivesse crescendo dentro dele. Ele era uma pessoa muito reclusa, e também vigiada. Tenho certeza de que passou bastante tempo sozinho nas últimas semanas.". Aos 14 anos, Sage estreou nos cinemas ao lado do pai no filme Rocky V. No entanto, o que parecia uma carreira promissora acabou ficando pelo caminho. O rapaz ganhou peso e foi se tornando cada vez mais melancólico. "Ele tinha momentos estranhos, dias em que se levantava às 15h e voltava para a cama às 19h. Sage tinha todos os sinais indicativos de depressão", disse Stephen. Sage não via Sylvester Stallone há semanas no dia de sua morte. Apesar disso, ainda segundo o amigo do filho do astro de Hollywood, a relação dos dois era melhor do que se imagina. "Como qualquer jovem que tenta se estabelecer, ele passou por um período de algum desdém. Mas Sage amava seu pai e o idolatrava, mais do que as pessoas sabem". Em outra entrevista, esta ao “E! News”, Stephen Wozniak rechaçou a hipótese de que o colega tenha cometido suicídio. "Falei com ele algumas semanas atrás, e conversamos sobre projetos. Sage até perguntou sobre o meu casamento. Estou certo de que essa coisa horrível que aconteceu foi um acidente. Pode ter sido qualquer coisa, mas não suicídio. Eu o conhecia muito bem", disse.

Ao que parece, todo mundo quer dar sua opinião e visão sobre a tragédia. Edd Filiti, de 18 anos, sobrinho de Sylvester, acusou-o da morte do filho. Filiti diz ter a certeza de que Sage poderia continuar com vida se o pai lhe tivesse dedicado um pouco mais de tempo. Edd postou a acusão na página do Facebook de Sylvester Stallone, afirmando que nos últimos anos o ator não prestava atenção a seu filho e evitava encontros com ele. O jovem tem a certeza de que Sage Stallone, principiante diretor de cinema, precisava do apoio do pai mas não o teve. Mais tarde, Filiti reconheceu que “se queimara” e eliminou o que escrevera, ao declarar aos jornalistas que estava no limiar dum ataque de nervos. “Continuo com queixas de meu tio mas compreendo que não devia tê-las mostrado ao público”, disse Edd Filiti.

Veja mais notícias sobre a morte de Sage
extra.globo.com - portuguese.ruvr.ru

Feed
Assine o RSS, curta no Facebook ou cadastre seu e-mail para receber as próximas novidades sobre este(s) assunto(s)!